Empatia... Ou o lugar do outro

Updated: Oct 5, 2019

O termo Empatia tem origem na palavra grega emphateia que significava paixão. Empatia é, então, uma forma de comunicação com outras pessoas que tem por base o afecto.



Foto: Wix

Passo a citar a definição de Empatia disponível na wikipedia, por forma a fundamentar este texto em pressupostos universalmente aceites e balizar a minha opinião.

"...Empatia significa a capacidade psicológica para sentir o que uma outra pessoa sentiria caso estivesse na mesma situação vivenciada por ela.

A Empatia leva as pessoas a ajudarem umas às outras. Está intimamente ligada ao altruísmo -- Amor e interesse pelo próximo -- e à capacidade de ajudar. (...)

A capacidade de se colocar no lugar do outro que se desenvolve através da empatia, ajuda a compreender melhor o comportamento alheio em determinadas circunstâncias e a forma como outra pessoa toma as suas decisões. " in Wikipedia




A falta de Empatia nasce da falta de afecto pelos outros, como podemos perceber na definição do termo. Não raras vezes por excesso de afecto por nós mesmos! O nosso bem estar, o nosso conforto! Sobretudo os nossos interesses!

Foto: Wix

É por demais sabido que um excesso gera uma carência.

Se estou demasiado centrado em mim, não vejo o outro nem as suas reais dificuldades...

Esta é uma realidade transversal a toda a sociedade dos nossos dias... Sem excepção de classe social ou faixa etária...




Sem empatia, a identificação e a compreensão psicológica de outros indivíduos fica comprometida. Este é um tema que ocupa muitas das minhas conversas, onde o desenvolvimento pessoal é trabalhado com enfoque na forma de gerir as emoções. Verifico, que quanto menos empáticos mais conflitos alimentamos e deflagramos, quer sejam esses conflitos internos ou externos.



Vamos percebendo, num mundo em convulsão, que psicólogos e educadores, tentam minorar as dificuldades emocionais de crianças e jovens, introduzindo práticas como a Meditação, o Yoga, a gestão das emoções...


Foto: Wix


Ainda incipientes, estes projectos visam não só prevenir o bullying como também ajudar na construção de indivíduos com uma estrutura emocional não geradora de conflitos.




Todas estas medidas se tornaram necessárias e urgentes, porque a família e, a sociedade de um modo geral, alterou prioridades. Educa para a competição. Super-protege. Não permite que a criança aprenda a lidar com a frustração. Não permite experiênciar a felicidade que advém de ajudar a minorar o sofrimento alheio.


De crianças que sofrem bullying a crianças que sentem prazer em fazer mal, existe uma plêiade enorme de graus e variações! Precisamos treinar a empatia, se ela não fizer parte das nossas características base.

Treinar olhar com afecto para as necessidades dos outros.






Sentir compaixão é fazer da dor alheia a minha dor.


Emocionalmente crescerei e


o outro não esteve tão só no seu sofrimento.


Quem sabe, se doeu menos!


Foto: Skitterphoto em Pexels





Partilhe connosco as suas dúvidas, experiências e sugestões para futuros posts.

Obrigada!

14 views

Related Posts

See All

Free Shipping

on orders over

30.00€

We believe in helping out Mother Nature, we reuse all of our packaging.

All products at

deRAIZ are 

Cruelty-Free

I n f o r m a t i on
Contacts

Email:

Tel:

Address

Ed. Marialva esc. nº7

3060-180 Cantanhede

Portugal

About Us

2018 by deRAIZ ©   Proudly created with Wix.com